E-book
13.65
drukowana A5
25.35
A incrível viajem de Alaba

Bezpłatny fragment - A incrível viajem de Alaba


Objętość:
54 str.
ISBN:
978-83-8189-087-8
E-book
za 13.65
drukowana A5
za 25.35

Capítulo 1

Por que eu vivo AQUI


Meu nome é Alaba. E eu vivo AQUI.

AQUI é um lugar lindo. É grande, espaçoso, quente e cheio de árvores.

Todas as árvores AQUI são altas, tão altas que para ver suas copas, eu tenho que inclinar tanto a minha cabeça que às vezes que sinto dor. Mas isso não me incomoda porque eu gosto de olhar para o topo das árvores. Minhas árvores tem muitas folhas que me protegem do sol. Porque AQUI sempre tem muito sol. Se não fosse pelas folhas, o sol me queimaria gravemente. Eu teria que ficar sentada o dia inteiro numa rocha onde eu vivo, mas felizmente, posso sair quando quiser e estar ao ar livre o tempo que eu quiser.

AQUI vive apenas eu e os animais. E as palmeiras. Ah … também tem um poço. Um poço grande e profundo, cheio de água limpa e fresca.

E por que eu vivo AQUI? Porque AQUI é seguro. Calmo. E eu me sinto muito bem. Este é o melhor lugar onde uma pessoa pode viver. E você nunca o deixaria. Porque onde as árvores terminam, há muita areia. Tanto que você não pode ver mais nada. E então você tem que ficar muito tempo sem água e comida. Apenas para chegar ao lugar chamado LÁ.

Há palmeiras LÁ também? Existem animais? E um poço? Aparentemente, não há poços em todos os lugares. E não há árvores em toda parte. É por isso que eu nunca decidi ir pra LÁ, se eu tenho tudo AQUI.


PERGUNTAS:

1) Onde Alaba mora?

2) Por que Alaba gosta de olhar os topos das árvores?

3) O que há no poço?

4) Alaba pode estar ao ar livre sempre que quiser?

5) Por que Alaba nunca decidiu ir LÁ?

Capítulo 2

Meu camelo


Como eu disse antes, AQUI também vivem animais: lagartos, insetos, sapos e camelos. Meu camelo favorito é o Qavi. Ele é velho. Tão velho que ele se lembra de tudo que aconteceu AQUI. Ele também é o mais sábio de todos os camelos. Ele era o único que sabia o que havia LÁ. Ele diz que a vida parece diferente. Ele não sabe se é melhor ou pior. Apenas diferente. O sol supostamente não brilha tanto em todos os lugares e para evitar o frio, você tem que se cobrir com um cobertor. Ou se agasalhar bem. Há também muitas outras árvores que têm ainda mais folhas do que árvores AQUI. Há também mais animais. Ao que tudo indica, tudo é „mais” e „mais” LÁ.

— Deve estar lotado — disse eu. — Como há muito de tudo, provavelmente não há lugar para morar.

— Há lugar para morar — disse Qavi. — Só parece um pouco diferente.

— Posso voltar para casa assim que chegar Lá? — Eu perguntei.

— Você pode — disse Qavi. — Mas é muito difícil. Porque quando alguém chega Lá, eles geralmente ficam. A pessoa se perde em tudo que encontra, porque há muito de tudo.

„Oh”, pensei. — Deve ser assustador.

— Nada é assustador — disse Qavi. — Se ao menos sabemos como voltar para casa.

Qavi é muito esperto. Ele já esteve LÁ muitas vezes e sempre encontrou o caminho de volta.


PERGUNTAS:

1) Que animais vivem AQUI?

2) Quem é Qavi?

3) Como é a vida LÁ?

4) Qual é a diferença entre LÁ e AQUI?

5) Por que é que se alguém vai LÁ, eles geralmente não voltam?

Capítulo 3

Um rebanho


Quando a noite cai, todos nós vamos para a cama. As formigas voltam para suas casas de areia, os lagartos escondem-se sob as rochas, os pássaros adormecem nas pedras e os sapos voltam para o lago. Qavi também junta-se ao seu rebanho, que geralmente descansa próximo ao poço.

Eu não tenho um rebanho. À noite, vou a uma grande caverna esculpida na rocha e espero ali até a manhã seguinte. Às vezes, na entrada da caverna, Qavi descansa e depois conversamos por um bom tempo. À noite, o tempo esfria, então eu cubro minha cabeça com um lençol. Qavi não sente frio. Ele diz que os camelos são muito fortes e se sentem bem tanto no frio e quanto no calor.

„Eu gostaria de ser um camelo” — pensei comigo mesma: „Eu teria meu próprio rebanho com o qual eu descansaria junto ao poço.”

Às vezes me sinto triste AQUI.

Eu não tenho meu próprio rebanho e me pergunto se a terra do LÁ é diferente. Talvez todo mundo tenha seu próprio rebanho. Talvez ninguém tenha um rebanho ou todos vivam separados em um buraco semelhante ao meu, e eles se reunam apenas durante o dia, perto do poço. Qavi diz que na terra do LÁ todos vivem em seu próprio rebanho, mas os rebanhos nem sempre estão de acordo. Às vezes é muito desconfortável na terra do LÁ. Tão desconfortável que é melhor não deixar o buraco. E a melhor coisa que podemos fazer é ficar AQUI.


PERGUNTAS:

1) O que acontece AQUI quando a noite cai?

2) Onde Qavi às vezes descansa?

3) O que Alaba faz quando o tempo esfria?

4) Por que Alaba quer ser um camelo?

5) Por que a melhor coisa que você pode fazer é ficar AQUI?

Capítulo 4

A primeira e a segunda terra do LÁ


Eu estou cada vez mais curioso para saber como é a vida na terra do LÁ. Faço a Qavi um monte de perguntas e ele responde a todas elas. Qavi é muito inteligente e também paciente. Ele diz que não há realmente um lugar, como AQUI. Me parece que nas terras do LÁ, há muitos lugares que são muito diferentes uns dos outros. Seus habitantes também são diferentes.

„Deve ser legal”, eu disse. — Mas também assustador. Porque como você pode viver em algum lugar onde nada é o mesmo?

— Você pode — diz Qavi. — Isso é um pouco mais difícil. Porque quando você está na primeira terra do LÁ, você tem que fazer o que todo mundo faz. E quando você vai para a segunda terra do LÁ, você também tem que fazer o que todo mundo está fazendo, porém não é o mesmo que na primeira terra do LÁ.

— É muito complicado — eu disse. — Por que todos não podem fazer o mesmo o tempo todo?

— Eles podem — disse Qavi. — Mas então eles não devem ir nas terras do LÁ, mas eles devem ficar AQUI.


PERGUNTAS:

1) O que Alaba está pensando?

2) Por que a vida na terra do LÁ parece ser assustadora?

3) O que você tem que fazer quando você está na primeira terra do LÁ?

4) O que você tem que fazer quando você está na segunda terra do LÁ?

5) O que deve fazer aqueles que querem fazer igual na primeira e na segunda terra do LÁ?

Capítulo 5

Para ver mais


Qavi é um camelo muito sábio. Eu também gostaria de ser tão inteligente quanto ele. Mas para ser tão inteligente, não posso fazer o mesmo o tempo todo. Isso significa que não posso viver o tempo todo AQUI.

Qavi diz que para ser sábio, você tem que ver muito. E eu já vi tudo AQUI. Então eu acho que se eu quiser ser tão inteligente quanto Qavi, eu deveria ver mais, mesmo que seja por pouco tempo, deixar as árvores e a areia, e ver o que tem na terra do LÁ.

Que maravilhoso seria se Qavi pudesse vir comigo. Mas Qavi está velho. Ele descansa a maior parte do tempo e diz que quando estamos cansados, devemos descansar e não fazer muito esforço por algum tempo. Para renovar as forças depois do descanso.

Eu não me sinto cansado. Me sinto ainda muito forte, e tenho dois olhos que gostariam de ver mais. É por isso que, pela primeira vez na vida, decidi deixar meu lugar tranquilo e seguro AQUI e, finalmente, vou ver como é a vida na terra do LÁ.

De repente eu me senti triste.

— Mas quando eu ver tudo — eu disse a Qavi — Poderei voltar para AQUI?

— É muito simples — respondeu Qavi. — Vá em direção ao sol.

E fiquei satisfeita com a resposta. Porque AQUI sempre há muito sol.


PERGUNTAS:

1) O que Alaba tem que fazer para ser tão esperta quanto Qavi?

2) Por que Qavi precisa descansar?

3) Alaba se sente cansada?

4) O que Alaba decidiu?

5) O que Alaba deveria fazer para voltar para casa?

Capítulo 6

Começa a minha jornada


O dia da minha viagem chegou. Minha primeira viagem ao desconhecido, muito além das palmeiras e muito além das montanhas de areia. Qavi me acompanhou até a última pedra, que é AQUI e me disse para ir em frente. Com coragem!

— Se você tropeçar e cair, levante-se. Se você cair num buraco no chão, saia dele. Você consegue. E se na terra do LÁ em algum momento você se sentir triste, lembre-se de que ESTOU AQUI e que sempre estarei esperando por você. E quando você voltar, tudo será como antes — explicou Qavi.

E eu escutei.

Então acenei para me despedir e segui em frente. Corajosamente. Tão audaz quanto os camelos.

Estava muito quente. Eu não conseguia me esconder à sombra de uma palmeira ou em uma casa esculpida na rocha. Eu tive que continuar. Porque para chegar longe, você tem que ser forte. Mesmo se quisermos comer, beber ou dormir. Nós devemos seguir em frente. E quando sentirmos cansados com vontade de voltar, devemos parar por um instante, relaxar e lembrar por que decidimos começar.

E a estrada é difícil. Longa e cheia de obstáculos. Você tem que evitar buracos no chão, proteger-se de abutres ou ficar parado quando as cobras se aproximarem.

Um pouco mais de esforço … Só um pouquinho mais e finalmente vou chegar na terra do LÁ.


PERGUNTAS:

1) O que Alaba deveria fazer quando tropeça e cai?

2) O que Alaba deve lembrar quando ela está triste?

3) O que você precisa fazer para ir longe?

4) Qual é o caminho que leva até a terra do Lá?

5) O que você tem que fazer quando as cobras vêm em nossa direção?

Capítulo 7

A primeira terra do LÁ


Eu finalmente cheguei. Eu cheguei ao meu destino. Ah, se Qavi soubesse disso … Ele ficaria feliz em saber que eu andei com coragem. Exatamente como ele me aconselhou. Eu caminhei e finalmente alcancei o meu destino. São e salvo.

Mas espere … Onde eu estou realmente?

Eu posso ver muitas árvores. Muitas árvores que estão todas cobertas de folhas. Há tantas delas que não consigo contá-las. Um rio cheio de peixes flui entre as árvores. Os animais têm muita sombra e podem se esconder do sol onde quiserem.

„É ótimo neste lugar”, pensei.

E fui mais longe. Eu encontrei cabanas de madeira entre as árvores. As pessoas vivem nelas. Qavi sempre disse que as pessoas vivem em lugares diferentes. Oh … ali estão eles!

„Estranho”, pensei depois de um momento. „Por que eles não estão vestindo roupas?”

Todo mundo anda completamente nu. Eles correm, pulam, riem — assim como eu. Mas eles não usam roupas.

— Por que você não usa roupas? — Eu perguntei a um deles.

— Para que? — ele me respondeu.

Eu não sabia o que dizer. Porque, basicamente, por que usamos roupas?

— Para não se machucar — falei depois de um momento. — para não sentir frio à noite.

— Está sempre quente aqui — disse o outro homem. — E se nos machucamos, nada acontece. Nós não precisamos de roupas. Eles só nos atrapalhariam. Especialmente quando caçamos e subimos nas árvores.

„Isso é verdade”, pensei e olhei para as minhas roupas.

O homem da cabana de madeira estava certo, mas eu queria ficar com as

minhas roupas de qualquer maneira.

Deixei a primeira terra do LÁ e segui em frente.


PERGUNTAS:

1) O que Alaba vê na primeira terra do LÁ?

2) Por que Alaba não consegue contar as árvores?

3) Onde as pessoas vivem?

4) Por que as pessoas na primeira terra do LÁ não usam roupas?

5) O que Alaba fez quando deixou a primeira terra do LÁ?

Capítulo 8

Na segunda terra do LÁ


O caminho para a segunda terra do LÁ era bastante longo, mas ainda mais curto do que aquele que eu tinha percorrido para chegar a primeira terra do LÁ.

Przeczytałeś bezpłatny fragment.
Kup książkę, aby przeczytać do końca.
E-book
za 13.65
drukowana A5
za 25.35